Make your own free website on Tripod.com

Magnificathy

Estudos Biblicos Santificação
Home
Produtos
Estudos Biblicos a Lei de Deus
Estudos Biblicos Crescimento Espiritual
Estudos Biblicos Santificação
Estudos Biblicos Profecias Sonhos
Estudos Biblicos O Amor
Estudos Biblicos Namoro Noivado Casamento
Pensamentos
Palavras que edificam
Estudos Biblicos A Família
Estudos Bíblicos O Espirito Santo
Estudos Biblicos O Servo
Estudos Bíblicos A Oração
Estudos Biblicos O Perdão
Estudos Biblicos O Pedido Confiante e a Regra de Ouro
Estudos Biblicos Julgamento
Estudos Biblicos Nossos Bens
Estudos Biblicos Anjos
São Miguel São Rafael São Gabriel
Hierarquia dos Anjos
Figuras
Estudos Biblicos Aflições
Estudos Biblicos O Propósito de Deus
estudos Biblicos Numeros na Biblia
Salmos
Salmo Libertação
Favorite Links
Contact Me

SANTIFICAÇÃO

Podemos dizer que santificação era uma das características encontradas no homem, em seu estado ORIGINAL. Quando Deus criou o homem o dotou de características, como: retidão, sabedoria, santidade, etc... Essas características no homem, refletem A IMAGEM DE DEUS, pois Deus é santo, justo, misericordioso, longânimo...

       Vale salientar que só o HOMEM, e nenhuma outra criatura, teve o privilégio de ser feito à imagem e semelhança de DEUS.

APÓS A QUEDA: O homem perdeu a sua condição original (neste caso, a santidade)

A NOVA CONDIÇÃO DO HOMEM:
As vossas iniquidades fazem separação entra vós e o vosso Deus ...(Is 59:2)
Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus ... (Rm 3:23)

DEUS ABOMINA O PECADO, MAS POR AMOR AO PECADOR, PROVIDENCIA SEU RESGATE
Está escrito: Deus não quer que alguns as percam, senão todos se arrempendam ... (II Pe 3:9)
O Apóstolo Pedro escreveu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de
JESUS CRISTO, para perdão dos pecados ... (At 2:38)

JÁ QUE O HOMEM NADA PODE FAZER PARA SALVAR A SI MESMO, DEUS TOMA A INICIATIVA:
O Espírito Santo convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16:8)

NO PLANO DE SALVAÇÃO OFERECIDO POR DEUS, ENCONTRAMOS AS DOUTRINAS BÁSICAS, NO INÍCIO DA SALVAÇÃO:
Arrependimento/Fé/Regeneração/Justificação/Adoração e Oração - Essas doutrinas formam o alicerce da vida Cristã no seu início.

A SANTIFICAÇÃO: é mais uma das doutrinas da salvação, mas trata da salvação na sua continuação (é um processo contínuo).

QUE SIGNIFICA SANTIFICAR?... Santificar significa (separar, apartar) Quer Dizer: Deus nos aparta do mundo e também aparta o mundo de nós (Deus nos ampara, nos protege).

TRATAREMOS DA SANTIFICAÇÃO EM TRÊS FASES:
1-Santificação Instantânea ou Posicional - Ocorre instantaneamente, quando nos convertemos. O crente foi separado por meio da sua posição. Neste sentido, todos os crentes são chamados de santos, sem levar em consideração suas conquistas espirituais. Somos o que somos espiritualmente falando, pela posição na qual Deus nos colocou: Posição de salvos/Posição de filhos/Posição de Justos/Posição de santos.
(Ef 1:1) - Aos santos que estão em Éfeso
(I Co 6:11) - Haveis sido lavados, santificados, justificados... em Cristo

VALE SALIENTAR QUE ESTA SANTIFICAÇÃO POSICIONAL É BASEADA NA MORTE DE CRISTO
(Hb 10:10) - ...temos sido santificados mediante a oferta do corpo de Cristo

NO CASO DOS CORÍNTIOS, A FALTA DE SANTIDADE DE VIDA ESTÁ BEM EVIDENTE:
(I Co 3:1) - Eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, porque ainda sois carnais
(I Co 11:17,18) - Não vos louvo, porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior... ouço falar que há entre vós, contendas, intrigas.

O APOSTOLO PAULO TAMBÉM REPREENDEU OS IRMÃOS (SANTOS) GÁLATAS
(Gl 3:1) - Ó insensato gálatas, quem vos desviou para não obedecerdes a verdade?

II - Santificação Progressiva ou (Experimental) - No sentido posicional, ninguém é mais santo que os demais, mas no aspecto vivencial é bastante correto falar que determinada pessoa é mais santa ou mais espiritual que outra.
Na santificação posicional, DEUS já separou para si mesmo todo aquele que crê em Cristo; agora, na santificação progressiva, é a vez do crente se separar para Deus, para ser usado por Ele.

DEVEMOS COMPREENDER QUE CRESCEMOS EM SANTIFICAÇÃO


e não, que crescemos até alcançar a santificação.

A santificação progressiva, continua por toda a vida. É um progresso contínuo. Todas as exortações bíblicas sobre crescimento espiritual, são pertinentes a esta faceta progressiva e experimental da santificação.
(II Pe 3:18) - Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
(Fp 2:12) - ...desenvolvei a vossa salvação, com temor e tremor

                OBS:
o aspecto progressivo da santificação é o que a Bíblia chama de o            aperfeiçoamento sa santificação.
(II Co 7:1) - Ora, irmãos, purifiquemo-nos, aperfeiçoando a santificação
(Ef 4:12) - ...querendo o aperfeiçoamento dos santos...

III - Santificação (futura) ou definitiva - Neste aspecto nenhum crente será totalmente santificado nesta vida, pois a Santificação Futura só será completa com a vinda de Cristo.
(I Jo 3:2) - Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque havemos de vê-lo como ele é.

- Nesta vida, FOMOS LIVRADOS da culpa e castigo do pecado,
-
ESTAREMOS SENDO salvos do poder do pecado
-
SEREMOS SALVOS, NO FINAL até da presença do pecado

(Nossa salvação da presença do pecado terá lugar quando virmos o SENHOR)

(Hb 12:22,23) - ...Mas chegastes ao Monte Sião e à Cidade de Deus...
...Universal Assembléia e Igreja dos primogênitos...
...inscritos nos céus!

O CORPO DO CRENTE SERÁ, ENTÃO, GLORIFICADO E SE TORNARÁ O INSTRUMENTO PERFEITO DE OBEDIÊNCIA A DEUS
(Fp 3:20,21) - Mas a nossa Cidade está nos céus, de onde vem o Senhor e transformará o nosso corpo de humilhação...
(Rm 8:23) - ...Esperamos a rendeção do nosso corpo...

 

“Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados” (1 Pe 2.24).

 

[1]          Introdução:

a. 3 tempos da salvação: justificação — espírito (passado); santificação — alma (presente); glorificação — corpo (futuro).

b. Santificação não é: destruição da natureza humana (impecabilidade); segunda bênção; batismo (ou enchimento) do Espírito Santo; dons e ministérios.

c. Santificação é: processo contínuo pelo qual o Espírito Santo produz semelhança com Cristo e no qual Deus gera todas as coisas e o cristão participa em todas as coisas (“desenvolvei”; “querer e “realizar” Fp 2.13). Na verdade,é deus que produz em vós tanto o querer como o fazer conforme o seu agrado

d. Separação: separado DO mundo consagrado PARA Deus; “remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo especial, zeloso de boas obras” (Tt 2.14).

e. 2 erros comuns: legalismo (confundir justificação e santificação) e antinomismo (dissociar justificação de santificação).

 

[2]          Deus e o homem na santificação:

 

a.Textos bíblicos:

 

HOMEM

DEUS

b) “purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne, como do espírito, aperfeiçoando a vossa santidade no temor do Senhor” (2Co 7.1)

a) “Tendo... tais promessas...”

a) “Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor porque ...”

b) “...Deus é o que efetua em vós o querer e o realizar segundo a sua boa vontade” (Fp 2.12)

b) “...por isto mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai...” (2 Pe 1.3-7) 

a) “Visto que pelo seu divino poder nos tem sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade...”

a) “...estas coisas vos escrevo para que não pequeis...”

b) “...Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo” (1 Jo 2.1)

 

b. Monergismo: na justificação, Deus opera em nosso favor, sem qualquer participação humana; a obra da cruz é semelhante à mesa posta em um banquete; tudo foi feito e é oferecido de graça; basta aceitar e se servir.

c. Sinergismo: na santificação, Deus opera em nós, conosco; ele convence, inspira, efetua o querer e o poder fazer o bem, mas passa tudo pela nossa vontade.

d. Graça eficaz: envolve atividade e passividade.

               i.Paulo: “e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã, antes trabalhei ... todavia não eu, mas a graça de Deus comigo” (1 Co 15.10; ver Cl 1.28,29).

             ii.Jonathan Edwards: “Na graça eficaz não somos meramente passivos, nem ainda Deus faz um pouco e nós fazemos o restante. Mas Deus faz tudo, e nós fazemos tudo. Deus produz tudo, e nós agimos em tudo. Pois é isso que Ele produz, isto é, os nossos atos. Deus é o único verdadeiro autor e a única verdadeira fonte; nós somos tão-somente os verdadeiros agentes. Somos, em diferentes aspectos, totalmente passivos e totalmente ativos”.

           iii.Deus: opera todas as coisas — o homem é passivo, isto é, ele não pode gerar nada; mas o homem é convocado a prestar, a reagir com obediência — o homem é ativo porque a graça não viola a nossa constituição.

 [3]          Responsabilidade do homem[i]:

a."Assim, pois" — o modelo é Cristo (Fp 2.5-11).

b.“Amados meus" (Fp 4:2,3): somos amados e plenamente aceitos em Cristo. 

c. "Como sempre obedecestes" — (hupakouo) significa literalmente "atender à porta", "obedecer, como resultado de ouvir".

d."Não só na minha presença, porém muito mais agora na minha ausência" — recursos e responsabilidades individuais.

e."Desenvolvei a vossa salvação" — imperativo "esforçai-vos incessantemente para desenvolver a vossa salvação"; “operai” — denota esforço contínuo (1Co 15.10; Cl 1.29); não é ordem para incrédulos (não é ganhar a salvação), mas para crentes, para que se esforcem e sejam diligentes no viver santo (2 Co 7.1; Ef 4.1); não é "trabalhem pela salvação", mas "trabalhem na salvação" em direção à consumação da fé, em busca da santidade.

f.   "Com temor e tremor" — o pecado traz conseqüências e por isto devemos andar em santidade com temor (gr. phobos, fobia) e tremor (gr. tromos, trauma); Paulo  usa esta expressão em relação à obediência (2Co 7.15; Ef 6.5); temor de ofender a Deus, temor de pecar, de desonrar a Deus, do colapso moral, de entristecer a Deus e assim trazer a correção divina (ls 66.2, 5).

g.Conclusão: a santidade exige esforço, não é algo fácil, pois significa ter disciplina, seguir a Jesus, ser obediente à Palavra, exercitar os dons, avaliar as conseqüências do pecado e temer a Deus.

 

[4]          Ação de Deus:

a."É Deus...": ele dá o crescimento (1 Co 3) opera o que é sua vontade (Rm 8:30).

b.“efetua...": gr. energeo é energia ativa e produtiva; poder que opera o nosso progresso espiritual, a nossa santificação (Fp 1:6).

c. “em nós”: Deus "é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ..., conforme o Seu poder que opera em nós" (Ef 3.20; 2 Co 6:16).

d.“o querer (gr. thelo, inclinação) e o realizar”: Deus nos impulsiona a querer e a realizar, dá o desejo e a habilidade; dá desejos santos, agradáveis a Ele; “tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4.13).

e.Como: (a) Ele opera insatisfação com a nossa natureza carnal; (b) Ele dá desejo pelas coisas santas e puras;  (c) Deus dá desejo de Lhe agradar, de causar satisfação e isso resulta em um proceder santo.

f.   “segundo a Sua boa vontade”: (gr. eudokia, satisfação ou agrado); Deus opera o que Lhe agrada, isto é, o desenvolver a nossa salvação com temor e tremor.

g. Relacionamento: queremos agradar a quem amamos; causar satisfação Àquele que perdoa as nossas iniqüidades, resgata-nos da condenação eterna.

 

[5]          Para refletir: 

Há uma maravilhosa combinação entre os nossos esforços e os recursos providenciados por Deus. Servimos a um Deus que nos dá poder para vivermos para Sua glória. Deus nos chama para vivermos vidas santas, mas é Ele quem nos santifica. Deus nos convoca a servi-Lo, mas, na realidade, é Ele mesmo que nos impulsiona a isso por meio do Seu próprio poder em nós.