Make your own free website on Tripod.com

Magnificathy

Hierarquia dos Anjos
Home
Produtos
Estudos Biblicos a Lei de Deus
Estudos Biblicos Crescimento Espiritual
Estudos Biblicos Santificação
Estudos Biblicos Profecias Sonhos
Estudos Biblicos O Amor
Estudos Biblicos Namoro Noivado Casamento
Pensamentos
Palavras que edificam
Estudos Biblicos A Família
Estudos Bíblicos O Espirito Santo
Estudos Biblicos O Servo
Estudos Bíblicos A Oração
Estudos Biblicos O Perdão
Estudos Biblicos O Pedido Confiante e a Regra de Ouro
Estudos Biblicos Julgamento
Estudos Biblicos Nossos Bens
Estudos Biblicos Anjos
São Miguel São Rafael São Gabriel
Hierarquia dos Anjos
Figuras
Estudos Biblicos Aflições
Estudos Biblicos O Propósito de Deus
estudos Biblicos Numeros na Biblia
Salmos
Salmo Libertação
Favorite Links
Contact Me

 Hierarquia dos Anjos

Segundo estudos  das estruturas do anjos realizadas por Tomás de Aquino* que dividiu este estudo em três ordens, subdivididas chamadas de Coros:

                  1ª Ordem - (Anjos ministrantes - encarregados dos caminhos das nações e dos homens)

                                    * Anjos

                                    * Arcanjos

                                    * Principados

                  2ª Ordem - (Príncipes da Corte celestial - operam junto aos governos gerais do universo)

                            * Potestades

                                    * Virtudes

                                    * Dominações

               3ª Ordem - ( Os Anjos mais próximos de Deus - desempenham suas funções diante do Pai)

                                     * Tronos

                                     * Querubim

                                     * Serafim

 Os 9 Coros Angélicos, agrupados em três hierarquias:

               Serafins - do grego "Séraph" significa "abrasar, queimar, consumir". Assistem ante o Trono de Deus e é seu privilégio estar unido a Deus de maneira mais íntima nos ardores da caridade. É a ordem mais elevada da esfera mais alta. Deus consagrou aos Serafins o trabalho de cuidar, purificar e corrigir os nossos corpos etéricos, um passo fundamental para a aceleração da nossa consciência e para o Progresso Espiritual. Celebram com canções e adoração sendo sentidos por todos através do coração. Dizem que a canção dos Serafins são contos de criação e celebração. A música das esferas.

 

                 Querubins - do hebraico "Chérub" que São Jerônimo e São Agostinho interpretam como "plenitude de sabedoria e ciência". Assistem também ante Deus, e é seu privilégio ver a verdade de um modo superir a todos os outros anjos que estão abaixo deles. São guardiões da luz e das estrelas. Embora estejam longe do plano da sua realidade, a luz dos Querubins ainda afetam a vida dos seres humanos, uma luz divina que provém do céu e é filtrada através deles. Os Querubins são seres angélicos dedicados à expansão e proteção da chama do amor. São guardadores dos registros sagrados e ajudam para que o plano divino seja cumprido.

 

                Tronos - algumas vezes são chamados "Sedes Dei", (Sejas de Deus). Também assistem ante o trono de Deus, e é sua missão assistir aos anjos inferiores na proporção necessária.São anjos da guarda do planeta.

 

                Dominações - São assim chamados porque dominam sobre as ordens angelicais encarregadas de executar a vontade de Deus. Distribuem aos anjos inferiores as funções e seus mistérios. São seres celestiais que governam as atividades de todos os grupos angélicos situados abaixo deles. Também atuam como elementos de integração entre os mundos materiais e espirituais. Embora suas ordens venham de Cima e raramente entrem em contato com as pessoas. Descritos como dominações, são os executivos, os governadores de todos os grupos angelicais situados além deles. Os domínios decidem o que deve ser feito para cumprir a vontade divina, incluindo as obrigações cotidianas. Tudo fazem para que deve ser feito para cumprir a vontade divina, incluindo as obrigações cotidianas. Tudo fazem para que o universo continue a sua trajetória habitual.

             

               Potestades - ou "condutores da ordem sagrada", executam as grandes ações que tocam no governo universal do mundo e da igreja, operando para isso prodígios e milagres extraordinários. Eles são os portadores da consciência de toda a humanidade, os encarregados da sua história coletiva. Os anjos do nascimento e da morte pertencem a essa categoria. Eles têm a capacidade de absorver e armazenar a energia do plano divino, da mesma forma com que as árvores captam a energia do sol. Provavelmente foram os primeiros anjos criados por Deus em ordem de ocupar os confins das regiões entre o primeiro e o segundo céus. Como guardas celestiais seu caminho é vigiar uma possível infiltração diabólica. Eles lutam para o equilíbrio do universo.

 

                Virtudes - cujo nome significa "força", são encarregados de eliminar os obstáculos que se opões ao cumprimento das ordens de Deus, afastando os anjos maus que assediam as nações para desviá-las de seu fim,e mantendo assim as criaturas e a ordem da Divina providência. Eles são particularmente importantes porque têm a capacidade de transmitir grande quantidade de energia divina. Imersas na força de Deus, as virtude derramam bênçãos do alto, freqüentemente na forma de milagres. As virtudes são sempre associado com os heróis e aquele que lutam em nome de Deus e da verdade. São chamados quando se necessita de coragem.

               Principados - Como seu nome indica, estão revestidos de uma autoridade especial: são os que presidem os reinos, as províncias, e as dioceses; são assim denominados pelo motivo de que sua ação é mais extensa e universal. Acima dos arcanjos estão os principados. Eles são os anjos da guarda de grupos mais amplos, desde cidades e países até criações recentes do esforço humano, tais como corporação multinacionais. Essas ordem também protege os espíritos do bem contra o ciúme dos espíritos do mal.

 

               Arcanjos - São enviados por deus em missão de maior importância junto aos homens. estão acima dos anjos são anjos superluminosos, já que eles cuidam de diversos aspectos da existência humana. Os quadro arcanjos mais conhecidos são Gabriel (o anjo da transformação vibracional), Miquel (príncipe da Luz), Rafael (o anjo encarregado da cura) e Uriel (o anjo da salvação), são mensageiros que fazem a palavra divina. Considerados os mais importantes intermediários entre os mortais e Deus.

 

                 Anjos - Os que têm a guarda de cada pessoa em particular, para desviá-la do mal e encaminhá-la ao bem, defendê-lo contra seus inimigos visíveis e invisíveis, e conduzi-lo ao caminho da salvação. Velam por sua vida espiritual e corporal e, a cada instante, enviam as luzes, forças e graças que necessitam. São eles os anjos que estão mais próximos da humanidade e mais preocupados com as questões humanas. Dentro da categoria dos anjos existem muitas subdivisões diferentes, cada uma com sua específica. São mensageiros de deus, cuidam de coração dos homens.

São Tomás

                                       São Tomás de Aquino (1225-1274), este grande e indiscutível mestre de teologia, autor de tantos escritos filosóficos e teológicos, na sua obra fundamental "Summa Theologica", dedicou grande atenção aos anjos e a todas as questões teológicas ligadas a eles. Falou com tanta acuidade e profundidade e soube exprimir-se de modo tão convincente e sugestivo que seus contemporâneos atribuíram-lhe o epíteto de "Doctor Angelicus", Doutor Angélico.

                                        São Tomás de Aquino afirma que a natureza dos anjos é puramente imaterial e espiritual, que seu número é incalculável e eles têm graus diferentes de sabedoria e perfeição, estando subdivididos em hierarquia. Os anjos nem sempre existiram. Eles foram criados por Deus, talvez antes do mundo material e do homem. São dotados de livre-arbítrio e é exatamente por causa dele que uma parte cai no pecado da soberba, do orgulho e da inveja, tornando-se anjos decaídos  demônios incapazes de amar Deus e ao homem criado por Ele. Tomás de Aquino, portanto, estava perfeitamente habituado para explicar o problema dos anjos, falar de sua natureza, de sua missão.