Make your own free website on Tripod.com

Magnificathy

Estudos Biblicos Aflições
Home
Produtos
Estudos Biblicos a Lei de Deus
Estudos Biblicos Crescimento Espiritual
Estudos Biblicos Santificação
Estudos Biblicos Profecias Sonhos
Estudos Biblicos O Amor
Estudos Biblicos Namoro Noivado Casamento
Pensamentos
Palavras que edificam
Estudos Biblicos A Família
Estudos Bíblicos O Espirito Santo
Estudos Biblicos O Servo
Estudos Bíblicos A Oração
Estudos Biblicos O Perdão
Estudos Biblicos O Pedido Confiante e a Regra de Ouro
Estudos Biblicos Julgamento
Estudos Biblicos Nossos Bens
Estudos Biblicos Anjos
São Miguel São Rafael São Gabriel
Hierarquia dos Anjos
Figuras
Estudos Biblicos Aflições
Estudos Biblicos O Propósito de Deus
estudos Biblicos Numeros na Biblia
Salmos
Salmo Libertação
Favorite Links
Contact Me

“Estas cousas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis aflições; mas tende bom ânimo: eu venci o mundo” (João 16.33).

 Cristo nos faz um convite. Ao afirmar algumas verdades acerca da dispersão dos discípulos (Jesus  já sabia que quando fosse preso, os discípulos iriam retornar cada um para sua casa, e Ele iria ficar “sozinho” – João 16:32), Cristo faz um convite aos discípulos: tenhais paz em mim. Somente o Príncipe da Paz pode fazer esse convite. Nenhum líder religioso, por mais piedosa que tenha sido a sua vida aqui na terra, pode fazer tal convite. Ao dizer tais palavras (tenhais paz em mim) Jesus estava querendo nos lembrar que Ele é um porto seguro em meio às tempestades dessa vida. Ele é de fato a nossa paz. Ele mesmo outra vez disse aos discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração nem se atemorize” (João 14:27). Podemos ter certeza de que Ele nos dá a SUA paz, não a paz do mundo, porque o mundo não a pode dar. Aliás, “no mundo tereis aflições” é o que diz o versículo que estamos estudando.

Cristo nos alerta sobre o mundo. Como vimos acima, o mundo não pode nos trazer paz. Em verdade, segundo os ensinamentos de Cristo o que podemos experimentar no mundo são aflições. De toda sorte: perseguições, fome, guerras, injustiças, doenças, morte etc. Ele se revela conhecedor das mazelas existentes no sistema organizado chamado mundo (não o mundo físico, ecossistema, mas o mundo reino de Satanás) porque desde a eternidade Ele se tornou adversário desse reino. A bíblia nos ensina também: “Não ameis o mundo nem as coisas que no mundo há. Se alguém amar o mundo o amor do Pai não está nele.” (I João 2:15). E ainda: “Irmãos não vos maravilheis se o mundo vos odeia.” (I João 3:13). Essa é a certeza que temos: O mundo nos odeia e, por isso, passaremos por aflições.

Cristo nos dá uma esperança. Quando Jesus começou a dizer essas palavras aos discípulos, é provável que não as tenha dito todas de uma vez. Imagine que tenha havido alguma pausa entre uma frase e outra, assim: Estas cousas vos tenho dito para que tenhais paz em mim... No mundo, tereis aflições... mas tende bom ânimo... eu venci o mundo.

Ainda, no campo da imaginação do quadro, podemos também cogitar que ao dizer aos discípulos a frase “No mundo tereis aflições...”, Cristo provavelmente percebeu que algumas pessoas ficaram tristes, preocupadas e cabisbaixas. Ao vê-las assim, Jesus cuidou logo de reanimá-las com uma esperança, como se quisesse dizer (hipótese!): “Ei, esperem aí, por que vocês ficaram tristes e desanimados? eu não parei ainda...”.

Cristo nos dá certeza da vitória. É comum vê-se alguém citando essa parte do versículo “Eu já venci o mundo”, acrescentando indevidamente a expressão “e vós também vencereis”. Uns até porque desconhecem mesmo o texto; outros, porque a interpretam assim: Se Cristo venceu, nós também venceremos. Muitos líderes e pregadores até enfatizam a expressão não-bíblica “E vós também vencereis”, até mesmo como apoio motivacional para aqueles que estão passando por lutas e provações. Não há dúvida de que têm recebido algum apoio no meio cristão.

Contudo, se procedermos a uma análise mais detida do texto sagrado, podemos concluir de forma diferente, porém mais preciosa.

Com certeza, o único ser existente no cosmo que é capaz de vencer o mundo que jaz no maligno é Jesus Cristo, de acordo com (Ap. 11:15). Logo, a afirmação de que nós (eu e você) venceremos o “mundo”, não é muito precisa. Também não se conclui que seremos por ele derrotado. E agora?, onde está a resposta?

Vejamos o que disse Jesus: “Tende bom ânimo: eu venci o mundo”. Ponto final... Ele venceu o mundo. Pronto. Como nós estamos em Cristo, NÓS JÁ VENCEMOS O MUNDO! Aleluia!

Veja o que diz em I João 2:14c: “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós e TENDES VENCIDO (no passado) o Maligno”.

Essa é a certeza que nós temos: o mundo já está derrotado, porque CRISTO já venceu por nós. Nós, n’Ele, já temos vencido o mundo e tudo o que nele há”. Não preciso mais lutar por isso. Ele já venceu por mim. Glória a Deus!